29/06/2021 às 07h18min - Atualizada em 29/06/2021 às 07h18min

Projeto garante pós-graduação para presos e servidores do sistema prisional em MT

O projeto de extensão “Diferença que faz a Diferença” é desenvolvido pela Unemat e pelo grupo de monitoramento e fiscalização no sistema carcerário, o sistema socioeducativo e Mato Grosso ligado ao Tribunal de Justiça.

Barbara Fava - Centro América
G1
Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá — Foto: Governo de MT/Divulgação


A chance de cursar uma pós-graduação está mais próxima para reeducandos, alunos de um curso preparatório para mestrado acadêmico e profissional que está sendo oferecido dentro dos presídios.

“Esse projeto representa uma oportunidade de me qualificar como profissional, como oportunidade de trabalho e de emprego”, disse Raony Silva de Jesus, graduado em RH e Gestão Pública.

“Esse projeto vai me dar mais qualificação dentro do que eu quero fazer na minha pesquisa e, com certeza, mais informação”, afirmou Jovanil Carvalho, graduado em Gestão Pública.

O projeto de extensão “Diferença que faz a Diferença” é desenvolvido pela Unemat e pelo grupo de monitoramento e fiscalização no sistema carcerário, o sistema socioeducativo e Mato Grosso ligado ao Tribunal de Justiça.

“Uma das vertentes desse projeto foi a preparação daqueles poucos reeducandos que contam com o segundo grau”, disse o desembargador Orlando Perri.
“Nós temos dois perfis: servidores da segurança e pessoas que estão privadas de liberdade. Todas essas pessoas têm nível superior completo”, afirmoou Paulo Vieira, professor do curso preparatório.

Ao todo, 30 reeducandos e 15 profissionais do sistema penitenciário participam do curso preparatório em cinco unidades: no Centro de Ressocialização de Cuiabá, no Centro de Custódia da capital, na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, na Penitenciária Central do Estado e na Penitenciária da Mata Grande, em Rondonópolis.

Atualmente, há cerca de 11,5 mil presos no regime fechado em Mato Grosso. Os que possuem ensino superior é uma pequena parcela da população carcerária. A cada três dias de estudo é descontado um dia na pena.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp