21/03/2022 às 10h38min - Atualizada em 21/03/2022 às 10h38min

Movimento em prol da BR 163 reuniu lideranças do Mato Grosso e Pará

Ato realizado em Sorriso foi em prol da recuperação e duplicação da rodovia

Regional News MT

“Uma luta comum a todos os municípios do eixo da 163”. É dessa forma que o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, resume o movimento em prol da manutenção e duplicação BR-163, realizado ontem (17) em Sorriso. Ari, que também é presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental (Cidesa) Alto Teles Pires, frisa que os representantes dos 15 municípios que integram o Consórcio estão unidos na busca por melhorias da BR.

“O Cidesa se propõe a assumir a responsabilidade sobre a BR-163; para isso, além da união entre os 15 municípios estamos trabalhando em parceira com entidades organizadas, produtores rurais e a iniciativa privada”, explica Ari. Para o prefeito, o movimento de ontem reforçou a união e a necessidade urgente por manutenção e duplicação da principal via federal a cortar o Estado.

Partes do trecho em questão da 163 foram construídos ainda na década de 70 e outros nos anos 80 - 20 de outubro de 1.976 é a data da inauguração em terras mato-grossenses. Diariamente, passam pela rodovia 70 mil veículos, 70% deles são de carga, segundo dados da atual administradora da via. Só em 2021foram registrados mais de 2 mil acidentes com 223 mortes.

O gestor sorrisense lembra que o trecho que vai de Sinop ao Posto do Gil apresenta um grande tráfego e precisa urgente de reparos. Segundo o acordo inicial, até 2019, a empresa deveria ter concluído a duplicação em 336 quilômetros da rodovia federal, o que, não ocorreu.

No início de 2021, a concessionária que atualmente administra a rodovia protocolou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) comunicando a saída da administração e a vinda de um novo investidor para assumir o controle da concessão da BR-163/MT. O documento previa ainda a retomada das obras, a partir de 2022, ação atrasada com relação ao contrato firmado pela concessionária quando recebeu a concessão.

Presidente da Comissão de Logística do Cidesa, o prefeito de Sinop, Roberto Dorner, pontua que uma das alternativas seria o repasse dos recursos federais ao Consórcio para a administração da rodovia. “Temos um consórcio que pode assumir esse trecho de três pedágios e dar a condição aos nossos munícipes”, reforça.

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, também participou do ato. Emanuel destacou que a busca por melhorias é um compromisso de todos, e, que, a capital não poderia ficar omissa, pois “o movimento busca segurança da população e segurança econômica”.

O ato público em defesa da manutenção e duplicação da 163 foi promovido pela Frente Parlamentar de Vereadores MT-PA com o apoio de lideranças políticas, industriais, comerciais, entidades de classes dos caminhoneiros, da sociedade civil organizada, produtores rurais, dentre outros e contou com a presença de representantes dos dois estados.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.