09/08/2022 às 20h07min - Atualizada em 09/08/2022 às 20h07min

Eleições 2022: Barrada, Tigresa diz que PT a fez passar pela "maior humilhação da sua vida"

Atriz foi barrada duas vezes dentro do PT de Mato Grosso

Regional News MT
Mídia News

A atriz pornô Ester Caroline Pessatto, conhecida como “Tigresa Vip”, postou um vídeo em que diz ter sofrido “a maior humilhação de sua vida” ao ser barrada duas vezes dentro do PT de Mato Grosso.

 

Citando o presidente regional do partido, deputado Valdir Barranco, e a deputada federal Rosa Neide como os maiores culpados, Tigresa disse que a situação foi pior do que quando passava fome e não tinha onde morar.

 

“Quero falar da maior humilhação que vivi até hoje. E não foi humilhação eu passar fome, eu morar no sem terra, ser atriz pornô. A maior humilhação da minha vida foi quando o PT me expulsou, excluiu a minha filiação”, afirmou.

 

“Na hora de passar nas convenções me chutaram mais uma vez. Sabe por quê? Porque aqui em Mato Grosso o partido tem dono e os donos do partido no Estado se chamam Valdir Barranco e Rosa Neide. Esses dois que mandam no partido”, acrescentou.
 

Tigresa havia se filiado em maio deste ano para conseguir disputar uma vaga como deputada estadual. No entanto, foi expulsa da sigla por suposto vício no processo de filiação.

 

Ela então entrou com uma ação na Justiça e no final de julho o juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da 38ª Zona Eleitoral de Santo Antônio do Leverger, acatou o pedido e determinou que ela fosse reintegrada ao partido.

 

Mesmo fazendo parte do PT novamente, Ester ficou de fora da lista de candidatos que irão disputar o pleito de outubro.

 

Na época em que foi expulsa, um áudio de Rosa Neide foi divulgado na mídia e mostrou que a parlamentar articulou para a saída da atriz.
 

No áudio Rosa Neide afirmou que “não está disposta” a fazer campanha eleitoral “sendo chacota para o País”, em uma referência a dividir o palanque com Tigresa.

 

Ainda ressentida com o episódio, Ester disse que a deputada nunca deve esquecer o que fez a atriz passar e afirmou que ela deve pensar duas vezes antes de pedir votos para mulheres pretas ou garotas de programa.

 

“Só quero lembrar para você, professora, deputada Rosa Neide, quando você for pedir voto para as garotas de programa, para as atrizes pornôs, para as pretas, eu quero que você lembre o que fez comigo. A humilhação que você está me fazendo passar até hoje”, disse.

 

“Me tiraram do partido, me deixaram fora desse pleito, mas uma coisa vocês não podem fazer, que é calar a minha boca. Vocês podem mandar no partido, mas na minha boca ninguém manda e ninguém cala. Daqui para frente muitas águas vão rolar”, concluiu.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.