01/11/2022 às 12h03min - Atualizada em 01/11/2022 às 12h03min

Bloqueios na BR-163 ganham força em Sorriso e Sinop

Protesto continua também em Lucas, Mutum, Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis

Regional News MT com Só Notícias

Plataforma de Notícias Regional News MT Publicidade 790x90

Plataforma de Notícias Regional News MT Publicidade 750x90

 

Aumentou a adesão ao protesto contra o resultado das eleições presidenciais, com comerciantes, profissionais liberais, dirigentes de entidades e lideranças políticas que se uniram a produtores rurais, autônomos e caminhoneiros em Sinop e Sorriso.

Em Sorriso, é grande o número de sorrisenses protestando contra a vitória de Lula. Em Sorriso, Bolsonaro recebeu 74,3% dos votos e em Sinop 76,9%. No manifesto foi divulgada carta aberta sendo repudiada “a censura a nossa liberdade de expressão que impediu nossa livre manifestação durante o período eleitoral e que interferiram diretamente no resultado das eleições. Todos o cerceamento feito pelo STF que impediu a liberdade de expressão, a não divulgação de 150 mil inserções (de propaganda política de Bolsonaro) no Nordeste” e que “estes atos somados a tantos outros interferiram diretamente no resultado das eleições e não concordaremos com isso”.

Em Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Cuiabá e Várzea Grande (trevo do Lagarto) também continuam sendo feitos bloqueios sem previsão de liberação da via. Longas filas se formaram e pátios de diversos postos de combustíveis próximos as rodovias estão lotadas de carretas carregadas com diversos produtos. A Polícia Rodoviária Federal informou que, em Rondonópolis, o bloqueio é nos dois sentidos da via. Ambulâncias estão passando e em alguns locais também é liberada carga viva. Ônibus, carretas, caminhões e automóveis não passam nestes trechos.

Também há bloqueios na br-163 em Itaúba, Terra Nova do Norte, Peixoto de Azevedo e Guarantã do Norte. Na BR-174 a Polícia Rodoviária Federal confirmou bloqueios em Mirassol D’Oeste, Pontes e Lacerda. Na 158 as interdições são no trevo do Martinão, em Água Boa, e em Confresa.

Esta tarde, o Ministério Público Federal determinou à superintendência da Polícia Federal que seja instaurado inquérito policial para apurar os crimes praticados nas obstruções realizadas nas rodovias federais.

Os manifestos continuam em mais 24 Estados e além de caminhoneiros há adesão de centenas de pessoas.
 

Plataforma de Notícias Regional News MT Publicidade 750x90

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.