23/06/2021 às 13h57min - Atualizada em 23/06/2021 às 13h57min

Sorriso: Bombeiros apresentam proposta de Central de Regulação Médica Regionalizada

Proposta visa agilidade nos atendimentos.

Assessoria de Imprensa - Claudia Lazarotto
Prefeitura Municipal de Sorriso
A instalação de uma Central de Regulação Médica Regionalizada do Corpo de Bombeiros Militar integrando os municípios de Sorriso, Sinop, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum foi tema de uma reunião entre o prefeito interino, Leandro Damiani, o vereador Iago Mela, o tenente-coronel BM Jean Oliveira, o capitão BM Eraldo Moura, capitão BM Leandro e tenente BM Daniel Alves nesta manhã (23).

A intenção, conforme o tenente-coronel Jean, é criar uma central única e com atendimento avançado nos municípios. A proposta já foi apresentada aos quatro municípios do Comando Regional III.
O tenente-coronel destaca que, se colocado em prática, o projeto visa a instalação de unidades avançadas, isso é, com a presença de profissionais da saúde como médicos e técnicos de enfermagem, nas unidades de Sorriso, Sinop e Lucas do Rio Verde; Nova Mutum optou pela instalação de mais uma unidade de atendimento básico. Hoje Sorriso, Lucas e Mutum contam com uma unidade de atendimento básico e Sinop com duas.

Para a instalação das unidades e efetivação do projeto, o tenente-coronel pontua que será realizado um mapeamento de cada município para buscar dias da semana, horários, locais e faixa etária de envolvidos em acidentes. “A partir desse estudo, que já foi realizado em Sinop, teremos um cenário dos pontos com mais incidência, tipo de veículos envolvidos e grau da gravidade do acidente”, diz. Ele explica que é justamente o grau de gravidade que determinará se haverá necessidade de atendimento básico ou avançado ou ainda com a presença do médico. 

“Hoje as quatro unidades de bombeiros realizam o Atendimento Pré-Hospitalar (APH), o que alteraria com uma unidade avançada é a possibilidade de realização de manobras invasivas como uma intubação ou a aplicação de medicamentos, visando salvar vidas”, destaca.

Além disso, a  Central também possibilitaria o acompanhamento do trajeto e tempo de atendimento para que cada viatura chegue ao local. Inicialmente, os gastos orçados seriam de R$ 6.666.043,60 por parte do Estado, já prevista a troca das viaturas em setembro; em contrapartida a previsão de investimento para cada município com unidade avançada é de R$ 1.551.951,25.

Para o prefeito interino, Leandro Damiani, o trabalho desenvolvido pelos bombeiros é essencial. “Acredito que esse é um projeto que precisamos discutir e, que, se efetivado as quatro cidades avançariam na estrutura atual das forças de salvamento com respostas ainda rápidas e com chances maiores de salvar vidas”, salienta.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp