26/08/2021 às 08h03min - Atualizada em 26/08/2021 às 08h03min

Setor de serviços em MT cresceu 70% em 9 anos com a abertura de novas empresas

Estado teve o maior crescimento na participação da receita bruta entre as unidades federativas da região Centro-Oeste.

G1 MT
Mato Grosso teve o maior crescimento na participação da receita bruta entre os estados da região Centro-Oeste — Foto: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge)
O setor de serviços em Mato Grosso cresceu 70,8% em 9 anos com a abertura de novas empresas. Em 2010, o estado tinha 11.867 empresas e, em 2019, esse número saltou para 20.273, segundo a Pesquisa Anual de Serviços (PAS), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve aumento no número de trabalhadores. Em 2010, cerca de 108 mil pessoas trabalhavam no setor de serviços e, em 2019, já eram mais de 180 mil.

De acordo com o IBGE, a participação de Mato Grosso na receita bruta da região Centro Oeste subiu de 15,7% em 2010 para 22,1%, em 2019. Foi o maior crescimento entre as unidades federativas do Centro-Oeste.

O estado é o terceiro que mais contribuiu, só ficando atrás do Distrito Federal (37,8%) e de Goiás (26,2%), embora tenha sido o que mais apresentou crescimento, de 15,7% para 22,1%.

Mato Grosso do Sul respondeu por 13,9% da receita bruta do Centro-Oeste, após leve aumento. Em 2010, esse percentual era de 13,6%.

Entre todos os estados, Mato Grosso fica em 12° lugar na participação nacional.
Segundo a pesquisa, o setor de serviços se divide em sete segmentos. São eles:
 
  • Serviços prestados principalmente às famílias;
  • Serviços de informação e comunicação;
  • Serviços profissionais, administrativos e complementares;
  • Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio;
  • Atividades imobiliárias;
  • Serviços de manutenção e reparação;
  • Outras atividades de serviços.
O segmento de transportes foi o mais relevante para a receita bruta de 2019, gerando R$ 21,5 bilhões, seguido por serviços profissionais, administrativos e complementares, com R$ 4,1 bilhões de receita bruta, e serviços de informação e comunicação, com R$ 3,6 bilhões.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp