31/08/2021 às 08h48min - Atualizada em 31/08/2021 às 08h48min

Cuiabá: Consultoras do Hospital Sírio-Libanês visitam Hospital Referência à Covid-19

Visita diagnóstica é a primeira etapa de uma série de processos, que durará quatro meses e envolverá diversos setores do hospital

Por: CELLY SILVA
Prefeitura de Cuiabá
A diretoria administrativa e clínica e a superintendência do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSMC), atual Hospital Referência à Covid-19, recebe a visita de uma médica e uma fisioterapeuta consultoras do Hospital Sírio-Libanês, nestas segunda e terça-feiras (30 e 31), em função do projeto “Reabilitação Pós-Covid-19”, elaborado pelo hospital paulistano, dentro do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), do Ministério da Saúde, com o apoio do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS) e do Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

A médica Thatiane Ticom e a fisioterapeuta Sherindan Brito estiveram na manhã desta segunda-feira (30) reunidas com funcionários do Hospital Referência à Covid-19, ocasião em que fizeram uma apresentação sobre o projeto, seus objetivos, suas metodologias, orientações, questionários que serão utilizados ao longo do processo, procedimentos e recomendações a cada especialidade envolvida. Em seguida, elas ainda visitaram as instalações da unidade hospitalar, inclusive leitos de enfermaria e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Participaram da apresentação o diretor técnico, Itamar de Almeida, o diretor administrativo Hércules Castilho, o superintendente Douglas Domingues, além de servidores das seguintes áreas: assessoria técnica, Núcleo Interno de Regulação (NIR), Núcleo de Qualidade Hospitalar, coordenadoria de fisioterapia, Núcleo de Educação Permanente, além de intensivistas. 

Sherindan Brito, fisioterapeuta consultora do Hospital Sírio-Libanês, explica que o objetivo da visita in loco é “conhecer o cenário e a realidade de cada hospital” e que o projeto é importante diante da necessidade que alguns pacientes que ficaram hospitalizados devido à covid-19 podem apresentar. “Nós sabemos que os pacientes pós-covid-19 e os pacientes pós cuidados intensivos têm uma série de morbidades. E eles precisam de uma equipe multidisciplinar para ajudar nesse processo de reabilitação. Então, nós contamos com uma equipe interdisciplinar, que é composta por médicos, fisioterapeutas, especialistas em gestão hospitalar, enfermeiros especialistas em integridade cutânea, fonoaudiólogos, nutricionistas e assistente social”, afirma. 

A médica Thatiane Ticom complementa que, durante o projeto, serão trabalhadas questões como a alta segura, retomada dos hospitais e reabilitação dos pacientes pós-covid-19. “A gente trabalha a alta segura dos pacientes, pós-alta de terapia intensiva e a alta dos pacientes em unidades de reabilitação crônicos com o objetivo de trabalhar a recuperação da síndrome pós-terapia intensiva, que é um conjunto de morbidades. Serão trabalhados, neste segundo semestre, juntamente com a equipe de consultores do Hospital Sírio-Libanês e com o hospital, várias etapas, como visitas, trabalho de consultoria, tutorias, planos de ações. É um projeto bastante extenso e bem elaborado”, assevera.

O diretor técnico do Hospital Referência à Covid-19, o médico Itamar de Almeida, destaca que a unidade é a única do Centro-Oeste a participar desta fase do projeto e que toda a equipe está empenhada. “Estamos aqui para apoiar esse projeto, visando o benefício desses pacientes pós-covid-19, uma vez que o objetivo é a reabilitação. Eu creio que teremos grandes melhorias. Com certeza, vamos começar a colocar em prática esse projeto, que dura quatro meses, para depois dar continuidade”, afirma. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp