13/09/2021 às 13h37min - Atualizada em 13/09/2021 às 13h37min

Lucas do Rio Verde: Cadastros não compatíveis são substituídos pelos sorteados de reserva

Lista pode ser conferida no Portal da Habitação, no site da Prefeitura

Prefeitura de Lucas do Rio verde

Plataforma de Notícias Regional News MT Publicidade 790x90

Nesta semana, a equipe do Departamento de Habitação da Prefeitura de Lucas do Rio Verde, com apoio da Procuradoria Municipal e da Ouvidoria, intensificou os trabalhos de analisar as denúncias recebidas após o sorteio das casas do Residencial Vida Nova II, realizado em 31 de agosto. 

Pelo Portal da Habitação, no site da Prefeitura, já é possível conferir as atualizações dos cadastros titulares que apresentaram alguma irregularidade e foram substituídos por cadastros reserva, após averiguação das denúncias.

No site, também estão disponíveis as listas dos sorteados, separadas por grupos, e em ordem de sorteio, além dos cadastros reserva.

Devido à demanda de denúncias, os atendimentos presenciais que começariam dia 08, precisaram ser adiados. Nos últimos dias, o departamento atuou de maneira interna, preparando os relatórios de cadastros para avaliação. A data dos atendimentos presenciais para entrega de documentos dos sorteados dependerá do andamento de análise das investigações e das visitas.

As VISITAS técnicas pelo Departamento de Habitação, através da equipe da Secretaria de Assistência Social já estão sendo feitas. O objetivo é confirmar as condições socioeconômicas que a pessoa sorteada se encontra e garantir o cumprimento de todos os critérios estabelecidos pelo programa Minha Casa Minha Vida.

Nas visitas, é gerado um diagnóstico que possibilita a identificação de famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade que poderão ser inseridas nos próximos programas assistenciais.

Até o momento, a Procuradoria Municipal identificou 72 possíveis irregularidades de sorteados envolvendo o setor imobiliário. Através de uma plataforma eletrônica, que reúne dados e documentos de 244 cartórios de Mato Grosso, é possível buscar informações sobre matrícula e registro de imóveis, certidões, procurações, entre outros. Vale ressaltar que não possuir imóvel no nome (casa, terreno, etc) é um dos critérios do programa.

Pela Ouvidoria, foram registradas 135 denúncias. Todas elas foram encaminhadas à Secretaria de Assistência Social, Departamento de Habitação e Conselho Municipal de Habitação para dar continuidade às investigações.

Canais de Denúncia
A sociedade pode e deve se manifestar sobre eventuais irregularidades nos cadastros. As denúncias podem ser feitas até 30 de setembro. O objetivo da ação é garantir a transparência do processo, destinando as casas para quem realmente precisa.
As denúncias podem ser feitas na Ouvidoria do município, pelo telefone 0800 646 4004 (ligação gratuita) ou pelo e-mail: ouvidoria@lucasdorioverde.mt.gov.br; pelo aplicativo Lucas Cidadão diretamente no celular; e ainda pelo Portal da Habitação. No site da Prefeitura também é possível acessar a Ouvidoria e o Portal Lucas Cidadão.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://regionalnewsmt.com/.