Para cada litro de óleo residual arrecadado, a unidade escolar recebe R$ 0,75 e os recursos devem ser investidos na própria unidade. Além deste incentivo financeiro, a Teoria Verde promove ações de educação ambiental nas escolas, amplificando assim o trabalho para sensibilizar as novas gerações sobre a necessidade de um modo de vida mais sustentável.

Na última coleta, promovida na semana de 27 de setembro a 1.º de outubro, foram recolhidos 4.390 litros. A unidade escolar campeã na arrecadação do resíduo foi a Escola Municipal Vila Bela, com 1.130 litros. Empatados na segunda posição, com 600 litros arrecadados, estão o Cemeis São Domingos, a Escola Municipal Gente Sabida e a Escola Municipal Jardim Amazônia.

 


Também tiveram destaque nesta etapa a Escola Municipal Ivete Lourdes Arenhardt (360 l), o Cemeis Pingo de Amor (350 l), a Escola Municipal Rui Barbosa (300 l), o Cemeis Antônio Santo Cappellari ( 150 l) e a Escola Municipal Leôncio Pinheiro da silva (120 l).

Coordenador do Eco Sorriso, Diogo Martins lembra que, para fazer a coleta, é preciso ter um volume mínimo de 100 litros em cada reservatório, portanto, assim que as demais unidades alcançarem este patamar, a retirada do resíduo poderá ser feita.

Para destinar o resíduo é bem simples: é preciso aguardar o óleo esfriar, colocar em uma garrafa pet (que também será reciclada), e levar à escola municipal ou Cemeis mais próximo de sua casa, de segunda à sexta-feira, das 6h30 às 18 horas. Para fazer a entrega, a garrafa precisa estar cheia e o resíduo deve ser isento de "sujeira".

 "A banha, por exemplo, também pode ser levada, só precisa estar livre de resíduos como ossos ou carne", explica Diogo, lembrando que, sempre que for possível peneirar a gordura antes de destinar à reciclagem, o resultado é ainda melhor.